Responsabilidade médica em tempos de Covid-19 é tema de webinar realizado pelo Vernalha Pereira

O evento online abordou as principais normas e temas que surgiram no exercício da medicina com a chegada da pandemia ao Brasil
Michele Camilo (2)

Laura Hoffmann Weiss

Analista de Comunicação e Marketing

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia por Covid-19 vimos, de perto, o mundo ser transformado em diversos patamares. Entre restrições no convívio social, novos hábitos de higiene, mudanças na economia e alterações no comportamento de consumo, também assistimos a um crescimento acelerado das necessidades por atendimentos médicos. Em meio ao cenário de urgências na saúde mundial, médicos, enfermeiros e todos os prestadores de serviços da área se tornaram ainda mais essenciais. Com isso, no Brasil e no mundo, novas normas surgiram para o exercício da medicina e, naturalmente, vieram as dúvidas sobre sua implicações para os profissionais de saúde.

Considerando este momento de mudanças, o Vernalha Pereira realizou na última segunda-feira (20/04) o webinar Responsabilidade Médica – Temas Importantes em Tempos de Covid-19. O evento recebeu, de forma remota, mais de 30 participantes, entre eles médicos, advogados, enfermeiros, assessores e consultores, de instituições públicas e particulares. Apresentado por Sílvio Guidi, sócio da área de Healthcare e Life Sciences do Vernalha Pereira, o webinar teve como foco sanar possíveis dúvidas dos profissionais com relação às mudanças geradas pelo Coronavírus.

Em uma rápida comparação da imagem da medicina pré e pós pandemia, Guidi mostrou que a profissão vive em constante mudança. “Os médicos sempre foram muito bem vistos e elogiados. Mas de vinte anos para cá essa imagem vem mudando, principalmente por conta dos chamados ‘erros médicos’, termo usado de maneira errada, mas que trouxe a imagem dos médicos para um cenário de desconfiança”, abordou o advogado sobre a imagem da medicina antes da pandemia.

Contradizendo a esta realidade, durante este período de pandemia os jornais, revistas e redes de rádio e televisão mostram uma sociedade que “abraça” e elogia a medicina com ações como “Aplausos na Janela”. Em analogia a música “Geni e o Zepelim” de Chico Buarque, Silvio Guidi, questionou a durabilidade destes elogios a classe médica.  “Na música o Zepelim vai embora, e sabemos que um dia a pandemia também irá. Precisamos entender se após o Covid-19, os prestadores de serviços da saúde voltarão a ser hostilizados ou esse momento vai deixar uma marca na nossa sociedade”.

Cientes de que este “Zepelim” é a realidade do Brasil e o do mundo, o webinar deu continuidade aos temas do momento. A qualidade do atendimento foi um dos pontos mais abordados durante o evento. Contando com a interação dos participantes por meio de perguntas, Guidi deixou clara a necessidade de os cuidados com o paciente irem além do bom atendimento clínico. “Para evitarmos possíveis problemas, éticos ou judiciais, precisamos prevenir e entregar um bom atendimento ao paciente. Qualquer outra postura que não tenha o paciente como foco, vai trazer um mal para o profissional médico ou grupo que está atendendo este paciente. E não é apenas o atendimento clinico que conta. Todas as operações ao redor deste paciente, também são essenciais, desde o agendamento à finalização”, instruiu o advogado com mais de 15 anos de experiência em advocacia na área da saúde.

A telemedicina também teve um espaço importante durante o webinar. Para evitar a ida de pacientes não infectados com Covid-19 aos hospitais, muitos médicos já estão optando pela realização de suas atividades por meio de atendimentos on-line. Questões como preparação e agenda, termos de consentimento, cobrança de valores, gravação e privacidade da consulta e planos de saúde foram explanadas por Silvio Guidi, sempre considerando a legislação brasileira. “O Brasil ainda está engatinhando na telemedicina, mas para quem já a utiliza, é essencial este preparo para que sejam expostas todas as informações para os pacientes. E o mais importante: ter todas as concordâncias necessárias do cliente antes da consulta”.

O atendimento presencial também foi apresentado no evento on-line. Silvio Guidi trouxe aos participantes todos os riscos de responsabilidade por contaminação. Uma vez que hoje, os hospitais e clínicas são os locais mais procurados por pacientes com Covid-19, o atendimento nestes estabelecimentos deve ter cuidados redobrados, inclusive cuidados legais, como a necessidade de prontuários completos e seguros, o consentimento dos pacientes e declarações para exames.

O webinar Responsabilidade Médica – Temas Importantes em Tempos de Covid-19 faz parte de uma série de conteúdos que vem sendo produzidos pelo Vernalha Pereira. Para que todos nossos clientes, parceiros e a sociedade em geral permaneçam informados, os profissionais do escritório estão produzindo continuamente conteúdos voltamos aos temas do Covid-19. Para acompanhar todos os artigos e materiais sobre a pandemia acompanhe nosso hub de conteúdo Impactos Jurídicos do Covid-19.

Leia também

Assista aos vídeos