Vernalha Pereira promove bate-papo sobre os desafios e as conquistas da mulher no mercado de trabalho

A Doutora Márcia Pelegrini falou sobre a trajetória profissional e os desafios em conciliar carreira pública e maternidade no evento que deu lançamento ao Comitê Permanente para as Questões de Gênero.
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Na última segunda-feira (12), os colaboradores do Vernalha Pereira se reuniram para um bate-papo sobre a importância do fortalecimento do papel da mulher na sociedade e no ambiente empresarial. O encontro on-line contou com a presença de Márcia Pelegrini, Mestre e Doutora em Direito pela PUC-SP, a convite das fomentadoras Angélica Petian, head do departamento de infraestrutura e projetos, e Francine Fagundes, paralegal da área de controladoria jurídica. A transmissão aconteceu de forma remota e aberta a todos os profissionais do escritório.

Pelegrini, que ocupou os cargos de Assessora do Gabinete do Tribunal de Contas do Município de São Paulo, Secretária Executiva e Secretária Executiva Adjunta do Ministério da Justiça, fez apontamentos sobre a sua trajetória como funcionária pública e destacou a dificuldade em conciliar carreira, maternidade e os cuidados com a casa como o maior desafio das profissionais mulheres. A professora também mencionou a realidade dentro de casa e a divisão de tarefas como pontos que precisam ser ressignificados por todos os pares, além de reforçar em sua fala a importância da ocupação de cargos de liderança por outras mulheres.

“[É essencial] continuar lutando para alcançar e ocupar esses cargos e mudar a realidade, principalmente dentro de casa. Dar conta de ter filho e da carreira é um desgaste enorme. É necessário ter uma retaguarda”, destacou a professora.

Ao final da transmissão, Márcia respondeu perguntas dos participantes. Entre os questionamentos, foram discutidos o papel institucional das empresas e do meio acadêmico na construção da equidade de gênero, a terceirização da criação dos filhos, representatividade e a rivalidade histórica entre mulheres.

A Doutora em Direito ressaltou que: “A mulher ocupar uma posição de liderança é importante para estar numa posição igualitária.”

O evento foi o primeiro dos que devem integrar o Comitê Permanente para as Questões de Gênero, criado pelo Vernalha Pereira e lançado durante o bate-papo. A iniciativa, apresentada por Angélica Petian, tem por objetivo estabelecer um grupo que discuta e implemente políticas internas sensíveis à equidade de gênero no Vernalha Pereira. Esta primeira ação faz parte de uma série de bandeiras de responsabilidade corporativa que serão trabalhadas pelo escritório ao longo de 2021.

Preencha o formulário e receba outros conteúdos exclusivos sobre o tema

Prometemos preservar seus dados e não utilizar suas informações para enviar spam.
Consulte a nossa Política de Privacidade e saiba mais.

Leia também

Assista aos vídeos