Vernalha Pereira realiza diálogos internacionais com advogados para debater o Covid-19

Diálogos Covid-19.
Michele Camilo (2)

Laura Hoffmann Weiss

Analista de Comunicação e Marketing

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Primeiro episódio da série abordou a crise na Itália e as soluções aplicadas no país

[/vc_column_text][vc_empty_space height=”36px”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

A humanidade está enfrentando uma crise global, talvez a maior crise da nossa geração. Conectado com este cenário de mudanças e incertezas, o VGP Advogados reuniu profissionais jurídicos de vários países para seu novo projeto: Diálogos Covid-19 – sistemas de saúde e combate à pandemia.

Ao todo serão cinco episódios, transmitidos por meio de lives no Instagram do escritório. O principal objetivo é gerar um debate sobre a pandemia e as soluções jurídicas que estão sendo adotadas por diversos países para o enfrentamento da crise. Apresentado por Silvio Guidi, sócio da área de healthcare e life sciences do VGP, cada episódio contará com a participação de um advogado, representando a Itália, os Estados Unidos, Portugal, Inglaterra e Alemanha.

Na última terça-feira (31/03), aconteceu o primeiro debate com o tema Brasil-Itália. Na live, Silvio Guidi conversou com o advogado italiano, especialista em saúde, Umberto Romano. Entre os principais assuntos debatidos, os advogados falaram sobre as diferenças entre os sistemas de saúde brasileiro e italiano e reforçaram a importância e o uso da telemedicina, da saúde primária e da assistência domiciliar. “Infelizmente, as mortes na Itália acontecem porque o nosso sistema de saúde está em colapso. O que faltou foi uma sentinela e o monitoramento de quem deve ou não ir até o hospital. A telemedicina poderia ter ajudado muito com isso. Cuidar dos pacientes em casa com a saúde primária, e ir ao hospital somente em casos graves e necessários”, declarou Umberto sobre a situação atual da Itália durante a pandemia.

A questão de proteção e privacidade de dados dos pacientes também foi abordada durante o diálogo da última terça-feira. Segundo Umberto Romano, o Regulamento Geral sobre Proteção de Dados dá direcionamento. “A lei do GDPR nos dá um caminho para seguirmos em direção à telemedicina. Além da liberação de alguns dados, protegidos por direito de privacidade, para que os médicos consigam atender e tenham informações suficientes”.

Ambos os advogados deixaram uma opinião final sobre a relação da telemedicina com o Covid-19 ao redor do mundo. Para Silvio Guidi, a epidemia vai deixar uma lição e uma compreensão maior sobre como o sistema de saúde realmente deve funcionar. “Depois desta crise, o governo terá que apresentar uma postura sistêmica, que vai refletir diretamente nos cidadãos brasileiros”.

Direto de um dos principais epicentros da pandemia, Umberto Romano deixou um conselho aos brasileiros. “Brasil, cuidem do seu território, dos seus profissionais da saúde e aproveitem ao máximo os recursos da telemedicina. É isso que posso aconselhar depois de viver uma surpresa na Itália. No meio da emergência que vivemos, estamos fazendo o possível e o melhor que temos em mãos”.

Os próximos episódios dos Diálogos Covid-19 – sistemas de saúde e combate à pandemia já têm data marcada. Acontecerão sempre nas terças e quintas-feiras, às 18:00 (horário de Brasília), no Instagram do VGP (@vgp_advogados).

[/vc_column_text][ultimate_spacer height=”15″ height_on_tabs=”15″ height_on_tabs_portrait=”15″ height_on_mob_landscape=”15″ height_on_mob=”15″][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_empty_space height=”36px”][/vc_column][/vc_row]

Leia também

Assista aos vídeos